Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA

Dia 31/12 eu e minha companheira Laís partimos em direção ao Conjunto Marumbi, dessa vez com os planos de acampar na base da montanha (Camping Parque Estadual do Marumbi). Escolhemos esse lugar pois acreditamos ser um lugar muito especial. Fizemos alguns investimentos em materiais para essa viagem para se ter auto suficiência para os próximos rolês. Barraca, saco de dormir (sarcófago), mochila cargueira 50 litros e principalmente o mini fogareiro foram os principais utensílios duráveis.

Começamos a caminhada no posto do IAP/Prainhas em direção a estação Marumbi, caminhada bem de boa. Chegamos, montamos a barraca e fomos jantar. Lá no camping existem as seguintes infraestruturas: área para camping (ótimos lugares), banheiros (os dos homens estavam sujos, podres e o chuveiros água gelada/ os das mulheres impecáveis e água quente) e um quiosque com 4 mesas que eram revezadas/compartilhadas pelos campistas (perfeito!). Virada de ano sem fogos, só vinho, tabaco, os barulhos dos animais e o Conjunto Marumbi ali, perfeito.

Nosso objetivo era acampar e relaxar, não subir os picos, pois estava muito quente e haviam muitas cobras nas trilhas (que saem se refrescar), mas no 2º dia fomos fazer uma caminhada até o cume do Rochedinho, que é bem de boa. A paisagem lá de cima estava muito bonita no dia.

No 3º dia fomos aproveitar e nos refrescar nas piscinas naturais que existem no caminho. No início a água está bem gelada mas depois o corpo acostuma e aí só vai! Nesse dia vimos uma cobra, parecia ser uma cascavel, estava bem próximo da casa do IAP.

Noutro dia fomos embora próximo do meio dia, uma leve chuva nos acompanhou até a metade do caminho. No posto do IAP pedimos um taxi (Jonas – 41998320331) até Morretes e lá tomamos o ônibus até Antonina.

Esse ano vai ser o ano das montanhas para mim, pretendo caminhar e acampar bastante por esse Paraná de meu Deus. 😉

 

Dicas:

InfoJorle De Rolê – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA
InfoJorle De Rolê – 7 dicas para camping no Marumbi – Infográfico

1 – Investimento em materiais: Barraca, saco de dormir (sarcófago), mochila cargueira 50 litros e principalmente o mini fogareiro;

2 – O que esperar do camping na base do Marumbi: área para camping (ótimos lugares), banheiros (para os homens em estado ruim de manutenção/ para as mulheres ótimos) e um quiosque com 4 mesas compartilhadas com demais campistas;

3 – Ótima opção para datas comemorativas sem fogos de artifícios;

4 – Cuidado com cobras nas trilhas: elas saem apanhar sol e não merecem ser incomodadas;

5 – Locais próximos bons de se visitar: cume do Rochedinho, caminhada leve, visual ótimo em dias de clima bom; Piscinas naturais: água gelada no início, mas corpo acostuma;

6 – No retorno pode-se recorrer à serviço de Taxi do posto do IAP (localizado a 6km de Porto de Cima) até Morretes.

7 – Comidas: existem muitas variedades de comidas que podem ser levadas para acampar, desde comidas prontas (feijão, arroz, macarrão, sardinha, etc.) e comidas como batata, macã, banana que são menos perecíveis. As comidas Liofilizadas são ótimas também, não fique só no Miojo ?

 

Se informe bem antes de sair de casa: + Info em http://www.iap.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=796

 

Algumas das Fotos do Blog do Thiago Gava. Visite o Blog e veja mais fotos do passeio!

 

Subimos carregados - Subindo a trilha para Camping Marumbi - Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA
Subimos carregados
Olha quem estava cruzando a estrada: a cobra Caninana! - Cobra na Trilha para Marumbi - Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA
Olha quem estava cruzando a estrada: a cobra Caninana!
Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA
Marumbi – PR
Eita coisa bonita! - Pico Marumbi - PR - Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA
Eita coisa bonita!
:) - Trilhos de Trem Marumbi - Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA
🙂

#DicasCamping #DicasMarumbi #ColunaTiagoGava #Marumbi #PicoMarumbi #CampingParqueEstadualdoMarumbi #Cobras #PiscinasNaturais #Rochedinho #FimdeAnoSemfogos #comidadeacampamento

Coluna-DE-ROLÊ-–-7-dicas-para-camping-no-Marumbi-por-um-viajante-de-experiência-“mediana-pra-boa”-–-por-THIAGO-GAVA

Não perca os textos do Thiago… receba tudo no seu e-mail.

Pra ler na hora que puder e der vontade!

 


De Rolê – Coluna do Thiago Gava: gosta de pedalar na cidade e nas estradas e caminhar nas montanhas e vai compartilhar conosco Thiago Gavaalgumas de suas aventuras. Quem quiser conferir mais, segue também seu blog http://thiagosyen.blogspot.com.br/

#ThiagoGava #Colunista #Jorle #ciclista #Curitiba #CWB #DeRolê #vadebike

Talvez você também goste:

Fala aí ...

4 comentários em “Coluna DE ROLÊ – 7 dicas para camping no Marumbi por um viajante de experiência “mediana-pra-boa” – por THIAGO GAVA

  • 9 de outubro de 2017 em 13:33
    Permalink

    O relato de vocês é bom pelo que se destina. Vou pra lá desde criança e já fiz de todo jeito: a pé pela trilha do itupava, de ônibus até porto de cima e caminhando até o conjunto, de carro até o iap, acampava no Boa Vista quando podia e já fou lá só para tomar umas no camping. Cada um faz o que der na telha. Não tem que complementar nada. Parabéns!

    • 22 de outubro de 2017 em 16:22
      Permalink

      Obrigado!

  • 10 de julho de 2017 em 14:54
    Permalink

    Olha, te digo que esse lugar tem um potencial 20x maior que o relato que você apresentou.
    Não que eu queira diminuir a emoção da sua trip, mas essa serra tem valor histórico gigante, é o berço do montanhismo no Brasil. Cada uma das vias possíveis de se chegar na estação Marumbi (Itupava, viaduto do machado,Trilha da Mamona e até de trem) rende muita história.
    E obviamente, ir atá a estação Marumbi e não escalá-lo, não subir pela branca e descer pela vermelha… não fazer nem o Abrolhos que seja…, é falar de uma aventura misturada com água.
    Sugiro, amigo, que não apague esse post, mas complemente-o. Seus leitores merecem saber mais sobre esse lugar sensacional. Explore melhor e relate com fidelidade, e aí sim, as dicas valerão mais a pena.
    Abraço

    • 12 de julho de 2017 em 10:57
      Permalink

      Olá Helton! Obrigado pela colaboração! Peço a gentileza, se tiver à mão, de comentar aqui com alguns links que complementem o artigo, para que a galera com nível mais avançado também possa aproveitar. Mais uma vez obrigado! Abraço. Ricardo.

Fechado para comentários.